A rede de Nyzo: Tempo e diversidade como moeda